João 8 – Jesus é Deus – 2 Parte

João 8:12 “Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”.

 João 8:56-59 “Abraão, pai de vocês, regozijou-se porque veria o meu dia; ele o viu e alegrou-se”.Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos, e viu Abraão? “Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou! “Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo.”

 Quando Jesus se fez carne, passou a ser humano. Participou da nossa natureza; submeteu-se à experiência humana. Assim, experimentou a fome, a sede, o cansaço.

 Filipenses 2:6-8 “pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz” .

 É importante entendermos que, quando Jesus se fez homem, não deixou de ser Deus. Ele era Deus vivendo como homem. Mas restringiu-se a forma e a limitações muito diferentes da natureza de sua existência eterna. Ao afirmar que Jesus é Deus, então, não estamos tentando negar a realidade de Jesus ter-se tornado um ser humano verdadeiro.

Afirmar que Jesus é Deus não é afirmar que ele é o Pai.

É revelado nas Escrituras uma nítida diferença entre o papel do Pai e o do Filho. Uma delas é que foi o Filho que se fez carne, não o Pai. Mas, o que é mais fundamental, o Pai se revela na Palavra como o planejador e diretor, e o Filho, como o concretizador. O Filho submeteu-se à vontade do Pai.

 João 14: 28 “O Pai é maior do que eu”

 Entendemos que, de acordo com as Escrituras, o marido deve ser o cabeça da esposa, e ela deve submeter-se ao marido. Mas isso não significa que o marido seja superior em essência; simplesmente tem um papel de autoridade. Tanto marido quanto mulher são plena e igualmente humanos. Da mesma forma, a liderança do Pai e a submissão do Filho não implicam diferença de natureza. Ambos são plena e igualmente divinos.

 A Bíblia deixa bem claro que Jesus é Deus.

Isaías 9:6 “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

O menino que haveria de nascer se chamaria “Deus Forte”.

João 1:1: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

 O Verbo é Jesus.

 João 1:14Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.

 Jesus não só estava com Deus, mas era Deus. Isso parece confuso a princípio. Mas analise este exemplo simples. Meu nome é Ana Silva. O nome de meu marido é Marcos Silva. Se ele estivesse aqui comigo agora, seria possível dizer: “Ana está com Silva e Ana é Silva”. No primeiro caso, Silva refere-se a mim especificamente; no segundo, é usado como o nome da família . Jesus estava com Deus (o Pai) e era ele mesmo Deus (também compartilhava da natureza de ser Deus).

João10:30 “Eu e o Pai somos um”.

João 14: 7-9 “Se vós me tivésseis conhecido, conheceríeis também a meu Pai. Desde agora o conheceis e o tendes visto. Replicou-lhe Filipe: Senhor mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” .

João 8:56-59 “Abraão, pai de vocês, regozijou-se porque veria o meu dia; ele o viu e alegrou-se”.Disseram-lhe os judeus: “Você ainda não tem cinqüenta anos, e viu Abraão? “Respondeu Jesus: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou! “Então eles apanharam pedras para apedrejá-lo, mas Jesus escondeu-se e saiu do templo.

Somente Deus deve ser adorado. Adorar a criatura é idolatria e é terminantemente proibido nas Escrituras.

Romanos 1:25Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém.

Mateus 4:10 “Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto”

 Pedro recusou-se a permitir que Cornélio se curvasse diante dele .

Atos 10:25-26 “Quando Pedro ia entrando na casa, Cornélio dirigiu-se a ele e prostrou-se aos seus pés, adorando-o.Mas Pedro o fez levantar-se, dizendo: “Levante-se, eu sou homem como você”.

Paulo e Barnabé ficaram abismados quando o povo de Listra se preparou para adorá-los como deuses.

Atos 14:14-15 “Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas vestes, saltaram para o meio da multidão, clamando: Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas cousas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra o mar e tudo o que há neles”.

É bem notável, então, que Jesus tenha aceitado a adoração do homem.

 Mateus 14:33 “os que estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente és Filho de Deus!”

 Jesus não os repreendeu por louvá-lo.

João 9:38 Então o homem disse: “Senhor, eu creio”. E o adorou.”

 Várias vezes os discípulos adoraram a Jesus após a ressurreição, e Jesus jamais deu a entender que aquilo não era certo.

Mateus 28:9,17 De repente, Jesus as encontrou e disse: “Salve! ” Elas se aproximaram dele, abraçaram-lhe os pés e o adoraram.”( Maria Madalena e a outra Maria)Quando o viram o adoraram; mas alguns duvidaram.”(os 11 discípulos )

Jesus ensinou de modo claro.

João 5:23 “Que todos honrem o Filho do modo por que honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou”

Essas declarações de adoração a Jesus Cristo constituem a mais forte prova de sua divindade. As Escrituras declaram, sem hesitar, que somente Deus deve ser adorado, mas Jesus é adorado no céu pelas mais elevadas criaturas celestes. Jesus é até ligado ao Pai na mesma declaração de louvor.

Filipenses 2: 9-11   ”Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai”.

João 14:6   “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai a não ser por mim.”

João 6:35   “ Então Jesus declarou: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede.”

João 9:5 “Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo”.

João 10:9 “Eu sou a porta; quem entra por mim será salvo. Entrará e sairá, e encontrará pastagem”.

João 10:11 “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelha”.1 “

João 10:36 “que dizer a respeito daquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo? Então, por que vocês me acusam de blasfêmia porque eu disse: ‘Sou Filho de Deus’?

Êxodo 3:13-15 “Moisés perguntou: “Quando eu chegar diante dos israelitas e lhes disser: O Deus dos seus antepassados me enviou a vocês, e eles me perguntarem: ‘Qual é o nome dele? ’ Que lhes direi? “Disse Deus a Moisés: “Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês”.Disse também Deus a Moisés: “Diga aos israelitas: O Senhor, o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó, enviou-me a vocês. Esse é o meu nome para sempre, nome pelo qual serei lembrado de geração em geração.”

Observações e Aplicações

- O arbusto não foi consumido, nem nós seremos consumidos se estivermos na Palavra.

- O exemplo de Sadraque , Mesaque e Abedenego adorando somente o verdadeiro Deus vivo.

-Deus é capaz de nos livrar não importa a situação.

- Jesus é o mesmo “Eu sou”que falou a Moisés no arbusto queimando…Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre.

-Ele pode suprir onde somos fracos.

- Só tem um caminho para Deus, o Pai.

Não há como negar a divindade de Jesus. Ele é tudo de bom que nós queremos que Ele seja!Porque Ele é o grande “EU SOU”.



Share
Posted in biblia, estudo by agnes at May 21st, 2014.