1 Coríntios 10: 1-13 “A verdade sobre a tentação “

1 Coríntios 10 : 1-13

 Não há tentação que não seja humana. Deus é fiel e providencia o livramento,não permite nada além do que a pessoa possa suportar, esse é o que Deus tem para nós nessa semana. Só podemos agradecer muito porque o Espírito Santo nos guia a cada semana na ministração da Sua Palavra. Vamos agora para 1 Coríntios 10?Animem-se ! Vamos para uma caminhada linda!!!!!!

Muitos cristãos falam que estão num “deserto”, pedem oração, se lastimam….

Afinal, o que é o “deserto”? O que é passar no “deserto”? O que é passar no “deserto”da vida? Por que tem pessoas que sempre estão no “deserto”?

A Palavra nos ensina que Jesus veio para desfazer as obras do Diabo, veio exatamente para nos tirar do deserto , do tédio, do medo…. e disse mais ainda…disse que do nosso interior fluiriam rios de água viva e esse rio transformaria o lugar onde estamos.

João 10:10O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.”

 Salmos 84: 1-7 “Como é agradável o lugar da tua habitação, Senhor dos Exércitos! A minha alma anela, e até desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e o meu corpo cantam de alegria ao Deus vivo.Até o pardal achou um lar, e a andorinha um ninho para si, para abrigar os seus filhotes, um lugar perto do teu altar, ó Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus.Como são felizes os que habitam em tua casa; louvam-te sem cessar! Como são felizes os que em ti encontram sua força, e os que são peregrinos de coração!Ao passarem pelo vale de Baca (deserto), fazem dele um lugar de fontes; as chuvas de outono também o enchem de cisternas. Prosseguem o caminho de força em força, até que cada um se apresente a Deus em Sião.”

1 Coríntios 10:1-4 “Porque não quero, irmãos, que vocês ignorem o fato de que todos os nossos antepassados estiveram sob a nuvem e todos passaram pelo mar. Em Moisés, todos eles foram batizados na nuvem e no mar. Todos comeram do mesmo alimento espiritual e beberam da mesma bebida espiritual; pois bebiam da rocha espiritual que os acompanhava, e essa rocha era Cristo.”

 O povo de Israel estava escravo no Egito. Deus levanta um homem, Moisés, para livrar o povo da escravidão e levá-lo a caminho de uma terra que Ele havia prometido , Canaã. Uma nuvem guiava o povo constantemente, os livrava do calor durante o dia e era coluna de fogo à noite, aquecendo o povo do frio do deserto.

A nuvem simboliza o Espírito Santo. Há uma nuvem de Deus também sobre nós que nos guia a toda verdade dando direção e poder.

Moisés simboliza Jesus, o libertador.

O mar, a fronteira e o marco da libertação. Foi no mar que Faraó e seu exército foram destruídos pelo poder de Deus e o povo passou em seco.

O povo de Israel foi batizado na nuvem ( o Espírito Santo ) e salvo no mar ( liberto da escravidão do pecado)., para entrar na Terra Prometida, havia um propósito final.

O maná, os alimentava diariamente e água fluia da rocha como refrigério àquele povo.

O povo atravessou a fronteira do Egito e entrou na esfera do Governo de Deus, do Reino de Deus. Éramos como o povo de Israel, escravos , Jesus nos liberta ( Egito) , nos livra da escravidão e do pecado ( mar) e como se não bastasse, ainda nos chama de amigos. O servo não sabe o que faz o seu senhor, mas Deus conta os segredos do seu coração aos que são Dele.

Quando se recebe a Jesus , se recebe: – o maná que é a Palavra como provisão e alimento para a caminhada e essa Palavra vai queimando no coração ;

                                                        -e a água que flui da rocha que é Cristo que nos liberta da escravidão do pecado. A unção de Deus vem para todos os que querem.

 Surge uma pergunta? E agora? Já passei por tudo isso….Está completo? Não. Isso é só o começo….não é o fim.

1 Coríntios 10:5 “Contudo, Deus não se agradou da maioria deles; por isso os seus corpos ficaram espalhados no deserto.”

Eles tinham todos os dons, ensino, tinham recebido o maná, tomaram da água que fluia da rocha, viram os inimigos serem mortos ….mas Deus não tinha se agradado deles. O que aconteceu?

Temos agradado o coração de Deus?

Porque não agradaram, acabaram prostrados e caídos no deserto. Ishi, isso é sério!!!!!

 Como se desagrada a Deus?

  •  Quando não se entra em Canaã;
  • Quando não se cumpre o propósito de Deus na vida;

  • Não crê que o mesmo Deus que tirou do Egito é capaz de introduzir na Terra prometida;

  • Não conhece de fato os desejos do coração de Deus e não anda em linha com essa vontade.

 Pode uma pessoa estar na igreja, no meio do povo, usufruir de tudo e não obter testemunho de que agradou a Deus? Como pode? Alguém participou da nuvem (o Espírito Santo veio habitar), foi liberto ( da escravidão, do pecado, destruiu inimigos espirituais), recebe oração, ouve a Palavra, desfruta de bençãos, mas tem agradado a Deus?

 Existem 3 etapas do povo de Israel:

1- Inicialmente o povo era escravo no Egito;

2- Foram introduzidos no deserto;

3- Foram libertos rumo a Canaã.

 O Egito simboliza o mundo, o homem natural, escravo dos prazeres , cego obscuro no entendimento.

O povo era escravo no Egito, Deus levanta Moisés. Cada família mata um cordeiro, aplica o sangue nos umbrais das portas para que quando o anjo da morte passasse e visse o sangue, o primogênito não morreria daquela casa. Deveriam depois comer a carne do cordeiro com as ervas amargas e partir.

Esse cordeiro aponta para Jesus e esse povo que comeu do cordeiro representa a Igreja. Jesus veio e nos libertou. Aqueles que creram na ordem de aspergir o sangue do cordeiro na porta foram salvos e o mesmo ocorre conosco. Fomos alertados da condenação e no dia em que cremos, fomos transportados das trevas para a luz. Deixa de ser “homem natural”e passa a ser filho de Deus.

Deus não nos salvou para ficarmos andando no deserto, a vontade Dele era que chegássemos à terra prometida. Canaã tinha que ser conquistada naquela época, ela era cheia de inimigos, era a herança, tinha que ser apropriada.

O deserto aponta para a vida do homem natural e Canaã aponta para o cristão espiritual e vencedor, é aquele que experimenta a vida cristã que vence.

Vemos 3 níveis:

  • O Egito simboliza o homem natural;

  • O deserto simboliza o cristão carnal;

  • Canaã simboliza o cristão espiritual.

Não é a vontade de Deus que alguém viva no deserto, o deserto de fato é inevitável, mas não é a vontade de Deus que fiquemos nele. Infelizmente muitos de nós tem vivido no deserto. O deserto não é o lugar projetado por Deus para o povo ficar. O propósito era sair do Egito e ir para a Canaã. A viagem duraria no máximo 6 a 9 meses andando devagar. O deserto era somente uma transição, mas muitos tem feito do deserto seu estilo de vida.

Por que algumas pessoas ficam no deserto?

Primeiro precisamos entender o que é o deserto. Deserto não é tribulação. Tribulação todo cristão enfrenta. Tribulação todo mundo passa. O cristão espiritual também passa tribulação e passa de verdade porque sabe o que é guerra espiritual.

Deserto é aridez, sensação de sequidão por dentro, tédio, cansaço, fastio, não há muita alegria, não há festa também, só rotina ( o mesmo maná pela manhã, pela tarde e pela noite), olha no horizonte e só vê areia , areia, areia… e o céu sempre igual, sem nuvem e com o sol escaldante. Não há novidade, não há nada de novo, não há trabalho, não há o que fazer, muita ociosidade.

Isso é vida cristã? Isso que é ser cristão?

Não é da vontade de Deus que uma pessoa fique nesse estágio toda a vida. Então por que alguns ficam parados no deserto, não avançam e não entram na terra Prometida?

Entrar na Canaã é sair do deserto, é ser levado pelo Espírito Santo a coisas novas, num lugar onde há alimento novo colocado à mesa para comer da parte de Deus, a cada dia se acorda com disposição renovada porque há muita terra a ser conquistada, muito espaço para ser tomado e há muito trabalho a ser feito. Os inimigos não assustam, pelo contrário, se olha para a frente porque maior é o que está em nós. Não há tédio, há alegria, prazer, fome e anseio pelo Senhor. Não há sequidão para quem tem o Espirito Santo de Deus.

 O por quê de se estar no deserto?

 1- Idolatria

1 Coríntios 10:7 “Não sejam idólatras, como alguns deles foram, conforme está escrito: “O povo se assentou para comer e beber, e levantou-se para se entregar à farra”.

 Interessante observar que na citação de Paulo não tem ídolo. A idéia que ele apresenta é de lazer e diversão.

Para muitas pessoas o estar na igreja é por pura diversão, um clube onde faço e tenho amigos, um hábito confortável .Quem caminha na diversão, acaba no deserto porque tudo fica sem graça… tédio, tédio ….esse tédio é porque nada do que está sendo feito é para Deus. Quem vem para ministrar tem que ser por Deus e para Deus, quem for louvar tem que louvar para adorar, a Palavra não pode ser reinventada para trazer novidade e agradar ao público, e quem traz a Palavra não tem que ser divertido…

 2- Imoralidade

 1 Coríntios 10:8Não pratiquemos imoralidade, como alguns deles fizeram — e num só dia morreram vinte e três mil.”

 Acalentar sensualidade no coração e não assumir.

Jesus foi para o deserto por 40 dias sendo tentado, testado e provado pelo inimigo.

Quem sempre está no deserto sinaliza que é um cristão carnal, imaturo, infantil e criança. O Cristão espiritual é maduro. Todos passamos pelo tempo da imaturidade, é um processo normal. A anormalidade ocorre quando se permanece criança toda a vida. Não é um princípio somente espiritual, é um princípio natural também.

A transição da imaturidade para a maturidade , ou melhor, qualquer momento de transição na vida pode ser chamado de momentos no deserto.

Explicando melhor….

Nossa vida é cheia de fases, ciclos. Temos a fase do primeiro ano de vida, depois dos 2 aos 5 anos, de 12 a 13 anos é a fase da adolescência que vai até os 17 anos, depois a juventude numa nova fase, depois se casa, tem filhos e vai indo até morrer.

Alguns não avançam de uma fase para outra. Por que? Pode ser medo ou a fase onde está é boa demais. Se quisermos sair do Egito e chegar em Canaã, terão que haver rupturas, momentos de romper realmente com a fase anterior.

Ex. Pessoas de 30-35 anos , se comportando como adolescente é típico do deserto.

Ex. Um jovem teve uma adolescência muito boa. É bonito, amado, namora quem quer , é esportista , tem dinheiro…. Ele vai crescer? Vai querer largar a adolescência? Não, porque ela é muito boa e não vai querer sair dessa fase.

As crises são boas, normais e importantes porque te empurram para a fase seguinte. É necessário romper com os padrões daquela fase para avançar para a fase seguinte.

O deserto é um princípio espiritual onde se passa muitas vezes durante a vida. Todas as vezes que vamos subir mais um degrau, tem um deserto, um tempo de sequidão.

Ex. É solteiro e vai casar. Precisa romper com a vida de solteiro, só ai vai desfrutar realmente essa nova fase.

Ex. A vida de solteira é muito boa. Quer ter uma esposa, mas quer continuar a ser solteiro. Não vai desfrutar nunca da plenitude da nova fase.

O que segura muitas vezes e nos mantém na fase em que estamos é o prazer. A imoralidade e a sensualidade causam prazer. Há prazer em ser bajulado e ser elogiado dentro dos parâmetros do mundo. Essas coisas mantém a pessoa no deserto.

 3- Incredulidade.

 1 Corintios 10:9 Não devemos pôr o Senhor à prova, como alguns deles fizeram — e foram mortos por serpentes.”

Colocar o Senhor à prova é ser incrédulo. “Se me ama, prova!”É testar a paciência de Deus.

Números 13 – A história dos 12 espiões enviados para trazerem informações da Terra que o Senhor havia prometido dar a eles.

O que ocorre com muitos cristãos? Foram libertos, avistam a terra prometida como vida de vitória, aprendem na Palavra o que Deus espera deles como o ter domínio próprio, a terem a vida de negar a si mesmo, terem a vida de dar a outra face, vida de santidade, vida de andar mais uma milha, lugar de vida, vitória espiritual e frutificação….só que eles não crêem ser isso possível , dizem que não conseguem, dizem que é uma idealização , é impossível e que o padrão é alto demais.

O padrão é Jesus! O padrão de Deus é que cheguemos no final! Josué e Calebe creram, eles não tinham capacidade , mas o Senhor pelejaria por eles! O mesmo Deus que nos tirou do Egito é quem irá nos introduzir em Canaã, só precisa crer!Canaã é o propósito de Deus. Deus merece o nosso tudo, há cidades a serem conquistadas, uma geração a ser salva. Canaã é a terra que emana leite e mel.

 4- Ingratidão.

 1 Coríntios 10:10E não se queixem, como alguns deles se queixaram — e foram mortos pelo anjo destruidor.”

 Tem cristãos que nunca estão contentes com o que Deus tem dado, querem o que é dos outros, não há gratidão no coração pelo que Deus já tem dado. Reclamam de tudo! Reclamam do pai, da mãe que Deus lhes deu, reclamam dos filhos, do marido, da esposa..nada satisfaz. Ingratidão!

Quando se entra em Canaã se agradece por tudo, se agradece pelos irmãos, pelas bencãos , pela provisão e a unção de Deus vem e rios de água viva jorram transformando tudo a nossa volta.

 Será que estou no deserto?

 Deuteronômio 8:2 “Lembre-se de como o Senhor, o seu Deus, os conduziu por todo o caminho no deserto, durante estes quarenta anos, para humilhá-los e pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não.Assim, ele os humilhou e os deixou passar fome.”

-O deserto é para manifestar o que está no coração do homem, se a nossa motivação está errada, Deus sabe o que está em nós, mas nós muitas vezes não sabemos e precisamos descobrir.

Responder a Deus e se humilhar vai levar a sair rapidamente do deserto. O povo de Deus ficou 40 anos no deserto. Infelizmente, é possível viver toda uma vida e nunca entrar em Canaã.

Deuteronômio 8:3 “Mas depois os sustentou com maná, que nem vocês nem os seus antepassados conheciam, para mostrar-lhe que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca do Senhor.”

 - A satisfação real é aquela que sai da boca de Deus.

 Exodo 13:3-5 “Então disse Moisés ao povo: “Comemorem esse dia em que vocês saíram do Egito, da terra da escravidão, porque o Senhor os tirou dali com mão poderosa. Não comam nada fermentado.Neste dia do mês de abibe vocês estão saindo.Quando o Senhor os fizer entrar na terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos heveus e dos jebuseus — terra que ele jurou aos seus antepassados que daria a vocês, terra onde manam leite e mel — vocês deverão celebrar esta cerimônia neste mesmo mês”.

 - A Canaã é terra de festa e celebração.

Ficaram 40 anos sem celebração, não há festa no deserto.Tem festa para o plantio e para a colheita, mas tem pessoas que levam anos e anos sem fruto.

 Deuteronômio 12: 7-8 “Ali, na presença do Senhor, do seu Deus, vocês e suas famílias comerão e se alegrarão com tudo o que tiverem feito, pois o Senhor, o seu Deus, os terá abençoado.Vocês não agirão como estamos agindo aqui, cada um fazendo o que bem entende.”

 - Em Canaã se submete a vontade do Senhor.No deserto cada um faz o que acha que é certo, nunca pergunta qual é a vontade de Deus. O certo é o que lhe parece aos próprios olhos. Faz o que quer e depois chora para Deus abençoar ou mudar o que fez .Deus só abençoa o que está em linha com a Sua vontade.Deus só tem compromisso com o Seu propósito. Bem aventurado é aquele que se submete ao Senhor e a Sua Palavra. Se não depender de Deus e orar, a consequência é o deserto.

 Deuteronômio 12:9 “pois ainda não chegaram ao lugar de descanso e à herança que o Senhor, o seu Deus, lhes está dando.”

 - Não faz nada e está com a alma atribulada. Só há descanso para os que lutam as guerras de Deus. A nossa parte é descansar Nele.

 Números 11:5,6 “Nós nos lembramos dos peixes que comíamos de graça no Egito, e também dos pepinos, das melancias, dos alhos porós, das cebolas e dos alhos. Mas agora perdemos o apetite; nunca vemos nada, a não ser este maná! “

 - Saíram do mundo, mas tem saudades do mundo. O mundo não saiu deles. Muitos cristãos estão com saudades do Egito e querem trazer o Egito. Somos do céu , é para lá que vamos.

 Conclusão:

Hoje vamos avançar. Estamos em frente de Canaã e vamos entrar!!!!! Queremos experimentar o melhor de Deus em tudo. Não temos que ficar no deserto, Deus tem um lugar de vitória preparado. Se crermos, Jesus luta por nós as nossas guerras. Se está havendo sequidão é para ser somente como transição para crescer, nunca parar.

Share
Posted in biblia, estudo by agnes at July 6th, 2015.