Ser cristão é ver Jesus!!!

Ser cristão não é nada além do que imitar o Cristo que nós vemos. 

Ser cristão é ver a Sua Majestade e imitá-lo!!!

Bob Evans foi cego por 50 anos, não podia ver nada. O mundo era negro apenas com sons e cheiros. Ele caminhou 5 décadas na escuridão.

Uma complicada cirurgia o permitiu ver! Descobriu que nunca teria sonhado que o amarelo era tão amarelo. Não tinha palavras. Amava o amarelo, mas sua cor favorita era o vermelho. Podia ver agora o formato da lua, o vôo do avião, o nascer e o por do sol, as estrelas no céu. Nunca poderia imaginar como eram bonitas essas coisas.

Bob Evans não é o único que gastou a vida perto de coisas, mas que nunca as via. Poucas são as pessoas que não sofrem de algum tipo de cegueira. Interessante, não é? Podemos estar próximos de alguma coisa a vida inteira e nunca nos focarmos nela e não termos tempo para que ela se torne parte da nossa vida.

Pense. Apenas porque vimos várias chuvas, não significa que tenhamos visto a grandeza de alguma. Podemos viver perto do jardim e perder o foco da beleza das flores. Um homem pode gastar a vida inteira com uma mulher e nunca parar para olhar dentro de sua alma.

Podemos ser  bons e nunca termos visto o Autor da vida. Podemos ser honestos, moralmente corretos ou religiosos e nunca termos visto a Deus. Vemos o que outros viram Nele ou ouvimos o que outros ouviram Dele, mas até vermos por nós mesmos, até termos a nossa própria visão, a  realidade  que vemos será cinza e escura.

Você tem visto Jesus?

Tem vislumbrado a Sua Majestade?

A Palavra é a abertura para se ver a sua face. Ouvimos um versículo em um tom que nunca tínhamos ouvido antes ou um caminho se desvenda  onde nunca tínhamos pensado, como se a nossa vida fosse um monte de peças de um quebra-cabeça . Alguém toca a nossa  carência espiritual como somente um enviado por Deus poderia fazer, lá está Ele: Jesus!

Aqueles que primeiro o viram nunca mais foram os mesmos:

- “Meu Senhor e meu Deus”chorou Tomé.

-”Eu vi o Senhor!”exclamou Maria Madalena.

-”Temos visto a Sua glória”declarou João

- “Não sentíamos o nosso coração queimando enquanto falava?”declaram os discípulos no caminho de Emaús.

- Pedro disso  ainda melhor: “Nós fomos testemunhas da Sua Majestade.”

Sua majestade, todo o esplendor dos céus relatado num corpo humano. Por um período curto, as portas da sala do trono foram abertas e Deus chegou perto. Sua majestade foi vista. O paraíso tocou a Terra e como resultado a Terra pode ver o céu. O corpo humano foi casa da Divindade. A Divindade e a Terra interagiram.

Você tem visto Jesus?

Se as nossas orações são repetitivas, se a nossa visão Dele está indefinida, se não conseguimos descobrir poder em face dos nossos problemas, talvez seja tempo de vê-lo.

Importante: O que acontece com a pessoa que testemunha a Majestade de Jesus é que ela se torna um dependente. Uma olhada no Rei e se é consumido pelo desejo de O ver mais e de dizer mais sobre Ele.

Escolher esquentar banco da igreja não tem mais nada a ver, o blá blá blá religioso não basta, a sensação de procura não é mais necessária. Uma vez que O vimos, iremos sempre vê-lo outra vez.

A minha oração é para que o Divino Cirúrgião use seus delicados instrumentos para restaurar nossa visão e que sejamos testemunhas oculares da Sua Majestade. Amém!

Max Lucado 

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em August 21st, 2013. No Comments.

Problemas no relacionamento, algumas observações…

É sempre bom quando  lembramos de algumas coisas que a Palavra de Deus ensina quando lidamos com as pessoas, que podem ser da família,  amigos ou vizinhos, colegas de trabalho… , principalmente ainda, quando estamos tendo problemas nesse tipo de  relacionamento : 

Primeira coisa a ser lembrada:

-Não podemos consertar os outros, mas podemos nos perguntar se erramos em algum ponto, essa é a vontade de Deus. Não podemos mudar ninguém, mas Ele quer que respondamos as situações de acordo com a Sua vontade.

Segunda coisa a ser lembrada:

-No que depender de nós, devemos manter a paz com todos.
Terceira coisa a ser lembrada:
- Precisamos nos perguntar : -Tenho  dificuldade em aceitar a correção? Sempre queremos estar certos. Essa dificuldade vem acompanhada da necessidade de elogios. Preciso ser elogiado? É uma necessidade que tenho?
Se temos dificuldade em aceitar correção e reconhecer nossos erros, não vamos perceber que nossas fraquezas e pecados geralmente ofendem e trazem danos aos outros. Se falamos indevidamente, ou ofendemos, ou julgamos, ou difamamos alguém, nossos pecados podem ter causado profundas feridas. Se pela graça de Deus chegamos a peceber o erro, devemos estar prontos para que a nossa retratação seja sincera e profunda.  Muitas vezes isto pode levar a um conserto diante de outras pessoas que foram envolvidas. Entretanto , em certas ocasiões, o orgulho se levantará e vai querer tudo da forma mais rápida e com o menor sacrificio possível. A velha preservação da imagem volta a reinar e o Espírito de Cristo é mais uma vez ignorado.
Quarta coisa a ser lembrada:

- O nosso  orgulho tem exigido a retratação da forma que queremos porque fomos feridos e ofendidos? É uma forma de dizermos que não toleramos que a nossa imagem seja maculada ou nossa dignidade desrespeitada sem a devida retratação.

Lembre-se: A atitude do Pai é diferente na parábola do filho pródigo, Ele manifestou alegria e pleno perdão à simples visão do filho que retornava. Se Deus agisse como agimos, não poderíamos ir para o céu.

Continuando…Preste atenção:

Quando Paulo disse para julgarmos todas as coisas, estava falando das coisas em si e não das pessoas envolvidas nelas (excetuando-se os casos de pecados graves ou de heresias, em que as próprias pessoas devem ser julgadas, para que sejam disciplinadas ou para que delas nos afastemos), mas há muitas coisas que temos que julgar. Podemos e devemos julgar aquilo que ouvimos, podemos concordar ou não. Mas vemos o orgulho quando somamos ao julgamento correto de comportamentos e situações, um julgamento de caráter e aí concluímos: “Fulano faz assim ou procede desta maneira porque ele é…”E após este “é…” fazemos tristes acusações de caráter. Novamente agimos como se fôssemos o próprio Deus e trazendo sobre nós mesmos o Seu juízo.

Finalizando , cada  situação é impar, cada uma com características diferentes da outra . Precisamos ver  onde a brecha foi aberta para a discórdia e onde o inimigo teve legalidade para entrar no lar, no trabalho…

O que fazer?

O primeiro passo é pedir a Deus que sonde nosso coração para que  possamos reconhecer se ou onde falhamos em alguma momento.

O segundo passo , se houve algum erro , é pedir perdão. Se não ocorreu nada de que nos lembremos, devemos ver o que os outros tem contra nós. A Palavra diz que se alguém tem algo contra nós, devemos ir e resolver a situação e depois trazermos o  dízimo ou oferta ao Senhor.  Nem os dízimos o Senhor recebe quando há discórdias. Deus prioriza as pessoas.

O importante é olhar para Jesus. Podemos fazer isso porque recebemos olhos espirituais quando recebemos a Jesus como Senhor e Salvador da nossa vida. Fixando os nossos olhos em Jesus vamos experimentar uma felicidade e paz cada vez maior. Se olharmos para a humildade de Jesus, o orgulho fugirá, porque o orgulho não pode permanecer onde Jesus se faz presente. 

Jesus é poderoso. Viver como Jesus não é resultado dos nossos esforços. Estamos sendo transformados à Sua imagem!  O nosso Cristo é poderoso!  A Bíblia ensina sobre esforço , perseverança e até sacrifício. Tudo isso será em vão se não olharmos para Jesus. Olhar para Jesus é o segredo da transformação e agrada ao Pai.

Não precisamos ter medo de nada, Deus não nos deu o espírito de medo, isso é artimanha do inimigo.

Entregue sua vida ao Senhor cada dia, cada minuto…quando estiver entrando no seu trabalho, na sua casa ou em outro lugar que esteja tendo problemas com as pessoas. Veja se há algum caminho que está errado. Se sim, conserte e obedeça ao Senhor. Se não, perdoe o que estão errando com relação a vc e faça o seu melhor, fazendo o possível para agir como Deus gostaria que agisse.

Onde você está,  só tem você para Deus usar. Ele quer te usar como luz onde você vive, trabalha, caminha…. As coisas, as situações são importantes, mas tudo passa, as pessoas são muito mais importantes. São as vidas que são preciosas para o Pai.

Passagens bíblicas:

Efésios 4:26, 27     “Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao diabo.” 
Colossenses 3:13   “Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.” 
1 Timóteo 2:08    ”Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem discussões. “
Tiago 1:20   “Pois a ira do homem não produz a justiça de Deus. ”

Você já está acertando quando busca a Ele quando tem problemas. Dependemos Dele para tudo!

Marcos S. de Moraes – “A si mesmo se esvaziou”

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em May 4th, 2013. No Comments.

Façamos silêncio a fim de que possamos ouvir o sussurro de Deus

Ralph W. Emerson

 Era provavelmente a última vez que pai e filho iriam se ver. O filho era John Patton e ele estava indo para uma missão que muitos consideravam suicida: pregar aos nativos das Novas Hébridas. Alguns deles eram canibais e haviam dizimado uma expedição cristã anos antes. Patton narrou o final de uma caminhada com seu pai, de cerca de dez quilômetros, até à estação de trem que o levaria para distante de sua família: “No último meio quilômetro, ou perto disso, caminhamos juntos em um silêncio quase impenetrável [...] Seus lábios continuavam se movendo em oração silenciosa por mim, e suas lágrimas caíram rápidas quando nossos olhos se encontraram, pois toda fala era vã!” Há silêncios eloquentes. Existem momentos em que palavras podem quebrar a sacralidade de uma cena de amor, de empatia.
O mundo é ruidoso; há muito barulho (e ruim) por toda a parte. Outrossim, a igreja parece seguir em um contínuo frenesi de vozes e sons vazios. Ocorre, que muitas vezes precisamos calar nossa voz. Sim, há uma virtude no silêncio. Muitas vezes pecamos quando simplesmente não ficamos calados.
Bíblia relata o silêncio de Jesus em algumas ocasiões. Como sabemos que Ele nunca pecou, concluímos que Cristo calou exatamente quando devia. Certa vez, instigado pelo sumo sacerdote a se defender de falsas acusações, Mateus afirma que Jesus “guardou silêncio” (Mt. 26:62-63). Quando Pilatos lhe perguntou se não ouvia as acusações dos judeus, as Escrituras narram: “Jesus não respondeu nem uma palavra, vindo com isto a admirar-se grandemente o governador” (Mt. 27:14). Havia, inclusive, uma profecia sobre este momento do Messias: “Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca” (Is. 53:7).
Há várias situações em que um cristão deve calar-se. Uma delas é mencionada pelo salmista Davi: “Disse comigo mesmo: guardarei os meus caminhos, para não pecar com a língua” (Sl. 39:1). Quantas conversas perniciosas já foram compartilhadas! Quantas palavras espúrias foram pronunciadas! Às vezes, falar pode trazer irritação, constrangimento ou incitar mágoa a outrem.
Muitas vezes, as palavras são apenas desnecessárias. Nunca esqueci o testemunho escrito pelo pastor Stephen Brown. Na primeira vez que teve que lidar com uma morte em sua congregação, ele passou por uma situação difícil. Preparou com cuidado as palavras para consolar a viúva. No entanto, ao chegar ao velório, esqueceu tudo. Tentou falar algumas palavras, mas fez tanta confusão que preferiu calar-se. Ficou, então, sentado no sofá, envergonhado e humilhado. Alguns dias mais tarde a esposa enlutada o procurou. Stephen começou a se desculpar, mas ela o interrompeu: “Pastor, quero agradecer-lhe tudo o que o senhor fez por mim. Não sei como poderia ter enfrentado tudo sem o senhor”. Com sinceridade, o pastor disse-lhe que não havia feito nada. Então, ela sorriu e disse: “O senhor esteve presente”. Falamos, mas não somente com os lábios. Talvez, por isso a Bíblia diga: “seja pronto para ouvir, tardio para falar” (Tg. 1:19).
O silêncio também pode estar carregado de reverência. Ocorre quando estamos tão conscientes da presença de Deus que nos faltam forças e motivação para pronunciar qualquer palavra. O profeta Habacuque declarou: “O Senhor, porém, está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra” (Hc. 2:20). Ficamos emudecidos perante a majestade divina. Reconhecemos nossa pequenez e Sua infinita grandeza. O sábio escritor de Eclesiastes afirmou: “Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra” (Ec. 5:2).
A.W. Tozer escreveu certa vez: “um progresso espiritual bem maior pode ser alcançado num curto momento de silêncio completo com temor diante da presença de Deus do que em anos de estudo, somente”. Este silêncio não é o da frieza ou indiferença. Calamos não porque não temos nada a falar, mas porque não sabemos como expressar em palavras.
Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em April 9th, 2013. No Comments.

Jesus confia em você.

Ninguém acreditava  mais nas pessoas do que Jesus . Ele viu algo em Pedro que tinha valor e que valia  a pena investir; na mulher adúltera valia a pena perdoar….

Ele viu algo  no ladrão da cruz  que era digno de salvação. E na vida de um desvairado extremista, sanguinário, viu o apóstolo da graça. Ele acreditou em Saulo.

Não desista do seu Saulo. Se outros disserem para desistir,  de outra chance. Fique forte. Chame-o de irmão. Chame-a de sua irmã. É muito cedo para jogar a toalha. Fale com o seu Saulo sobre Jesus, e ore.

Deus está trabalhando nos bastidores.Lembre: Deus nunca te envia para onde ele já não esteja. Quando você chegar ao seu Saulo, como  saber o que vai encontrar?

Deus usou Saulo, que se tornou Paulo, para tocar o mundo.

Deus deu-lhe um Saulo?

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em September 14th, 2012. No Comments.

Conhecendo o coração do piloto.

Três passageiros sentados, um ao lado do outro , na mesma fileira em um avião. Com o avião  taxiando para a decolagem, a conversa entre esses passageiros se ​​volta para o tema “piloto do avião”.

O passageiro “A” não acredita que tenha um piloto. “Ninguém pilota o avião. Estamos sendo guiados por um sistema de computador ligados ao terminal nos aeroporto. Por que  deveria acreditar no contrário? A porta da cabine é fechada. Quem pode saber? Não há piloto “.

Passageiro “B” discorda. “Oh, não há um piloto. Alguém se senta nos comandos do avião. Tudo é feito eletronicamente, ele tira um cochilo. Depois que  o avião está no ar ele vai dormir. “

O terceiro passageiro ficou chocado com o que ouviu. “Vocês não sabem o que estão falando. Em primeiro lugar, existe um piloto. Segundo, o piloto está em alerta, competente e gentil. Eu sei, ele é meu marido. Ele é experiente e sensível, e tem toda a intenção de um vôo bem sucedido. Estamos em boas mãos. “

Três passageiros. Três opiniões. Um avião sem piloto. Um avião com um piloto de fachada onde tudo se resolve eletronicamente. Um avião com um piloto experiente e preocupado. Passam rápidos alguns minutos. A turbulência sacode o avião como pipoca em um saco de papel. Será que os três passageiros experimentam o vôo da mesma forma? Dos três viajantes, qual é o mais propenso a manter a calma?

Nada é mais importante do que a visão correta de Deus. Nada. Já pudemos ver pessoa ricas e escolarizadas se portarem como covardes em face da morte. Podemos ver o simples e humilde tomar o seu último suspiro com um sorriso e uma canção. A diferença? Conhecer o  piloto.

Precisamos conhecer o coração do piloto. É por isso que a história de Jesus está na Bíblia. Ele é a única imagem de Deus já tomadas. Conhecer Jesus, é conhecer a Deus. Conhecer a Deus é saber: mesmo que o  vôo fique turbulento, o piloto sabe como nos levar para casa.

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em September 7th, 2012. No Comments.

Deixe as ervas daninhas.

Brotos vivos são o amor de Deus ao nosso redor , mas por que sempre vamos em caçadas de ervas daninhas?

Quantas flores não perdemos nesse processo? Se  olhamos por muito tempo somente para as ervas daninhas, vamos acabar nos sentindo mal.  Então, basta parar de ficar olhando! Vamos tirar  os olhos das ervas daninhas!

Conte as suas bênçãos. Catalogue suas gentilezas. Monte seus motivos de gratidão. “Seja sempre alegre” é o que Paulo nos diz em 1 Tessalonicenses 5:16-18. “Orai sem cessar e dê graças, aconteça o que acontecer.”

 Deus quer um coração grato  em Cristo Jesus.  A gratidão é sempre uma opção. Escolher  torná-lo nossa emoção padrão  vai nos levar a dar graças para os problemas da vida. Quem sabe o que poderemos então registrar em nosso diário:

Segundas-feiras. Oh, meu dia favorito!

Exames finais. Mal posso esperar!

“Impossível”.  dizemos: Como você sabe?

Só poderemos saber quando dermos uma chance ao dia. Graças a Deus!

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em August 3rd, 2012. No Comments.

Judas, o homem que nunca conheceu…

Me pergunto às vezes que tipo de homem era Judas : com quem  parecia, como agia, quem eram seus amigos….

Posso  imaginá-lo com barba, pequeno e magrinho, companheiro ou  fofoqueiro,  alienado dos outros apóstolos, distante, traidor ou colaborador, resultado de um lar desfeito, delinquente juvenil na sua juventude….

O que  isso é de verdadeiro? Não temos nenhuma evidência  que sugerem que ele foi uma pessoa  isolada. Na Última Ceia, quando Jesus disse que o traidor estava sentado à mesa , não vemos os apóstolos imediatamente voltando-se para Judas como um traidor óbvio.

Não,  talvez ele fosse exatamente o oposto. Em vez de pequeno e magrinho, talvez fosse robusto e jovial. Ao invés de quieto e introvertido, ele poderia ter sido inicialmente alegre e  bem-intencionado. Não sabemos.

Mas de todas as coisas que não sabemos sobre Judas, há uma coisa que sabemos com certeza: Ele não tinha nenhuma relação com o Mestre. Ele tinha visto Jesus, mas  não o conhecia. Ele tinha ouvido falar de Jesus, mas  não o entendia. Ele tinha uma religião, mas nenhuma relação de verdade.

Satanás precisava de um tipo especial de homem para trair o nosso Senhor e  encontrou um caminho perfeito em Judas. Ele precisava de um homem que tinha visto Jesus, mas que não o conhecesse. Ele precisava de um homem que conhecia as ações de Jesus, mas que ficasse de fora da missão de Jesus. Judas foi esse homem.Judas tinha o manto da religião, mas  nunca conheceu o coração de Cristo.

Podemos aprendemos esta lição intemporal do traidor. As melhores ferramentas de Satanás de  destruição não são de fora da igreja, mas são  as que estão dentro da igreja. Uma igreja nunca vai morrer pela influência da  imoralidade do mundo  ou a corrupção. Mas vai morrer se corroendo por dentro, por  aqueles que levam o nome de Jesus, mas nunca o conheceram , de quem tem religião, mas nenhuma relação com o Senhor.

Judas tinha o manto da religião, mas nunca conheceu o coração de Cristo. O nosso objetivo deve ser  conhecê-lo  … profundamente.

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em July 6th, 2012. No Comments.

Hoje eu vou fazer a diferença!

Hoje vou fazer a diferença. Vou começar por controlar meus pensamentos. Uma pessoa é o produto de seus pensamentos. Eu quero ser feliz e esperançoso. Portanto, vou ter pensamentos que são felizes e esperançosos. Me recuso a ser vítima de minhas circunstâncias. Não vou deixar que inconveniências, como pequenos sinais de trânsito, longas filas e engarrafamentos sejam meus mestres. Vou evitar o negativismo e as fofocas. O otimismo será meu companheiro, e a vitória será minha marca registrada. Hoje vou fazer a diferença.

Serei grato pelas vinte e quatro horas que estão diante de mim. O tempo é um bem precioso. Me recuso a permitir que o pouco tempo que tenho seja contaminad0 por auto-piedade, ansiedade ou tédio. Vou encarar este dia com a alegria de uma criança e a coragem de um gigante. Vou beber cada minuto como se fosse o último. Quando o amanhã chegar, o hoje se foi para sempre. Enquanto ele está aqui,  vou usá-lo para amar e dar. Hoje vou fazer a diferença.

Não vou deixar que as falhas do passado me assombrem. Mesmo que minha vida tenha sido marcada por  erros,  me recuso a vasculhar minha pilha de lixo de falhas. Vou admiti-los. Vou corrigi-las. Vou em frente. Vitoriosamente. O fracasso não é fatal. É OK para tropeçar …. Vou levantar. É OK para falhar …. Vou subir novamente. Hoje vou fazer a diferença.

Vou passar um tempo com aqueles que eu amo. Minha esposa, meus filhos, minha família. Um homem pode possuir o mundo, mas ser pobre de amor. Um homem pode não possuir nada e ainda ser rico em relacionamentos. Hoje vou passar pelo menos cinco minutos com as pessoas importantes em meu mundo. Cinco minutos  falando, abraçando, agradecendo ou ouvindo.

Hoje vou fazer a diferença.

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em July 2nd, 2012. No Comments.

Existe vida após a morte? Qual a verdade? Para pensar…

João 1: 1-3   “No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus, todas as coisas foram feitas por intermédio Dele e, sem Ele, nada do que foi feito se fez.”

 João 1: 10-14   “Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”

 Hebreus 9:27-28   “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo. Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.”

Alguns não creem em nada além desta vida na matéria; outros, em uma nova vida (espiritual); outros, mais ainda, em numerosas vidas (materiais e espirituais) sucessivas. A verdade? Um dia todos saberão.

 Abaixo, uma historinha simbólica bem criativa …

 No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. O primeiro pergunta ao outro:

- Você acredita na vida após o nascimento?

- Certamente que sim. Algo tem de haver após o nascimento! Talvez estejamos aqui, principalmente, porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.

- Bobagem, não há vida após o nascimento. E como verdadeiramente seria essa vida, se ela exist…isse?

- Eu não sei exatamente, mas por certo haverá mais luz lá do que aqui… Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comamos com a boca.

- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: a vida, após o nascimento, está excluída – o cordão umbilical é muito curto!

- Na verdade, certamente, há algo depois do nascimento. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui…

- Mas ninguém nunca voltou de lá, para falar sobre isso. O parto apenas encerra a vida. E, afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.

- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e, através dela, nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria!

- Eu não acredito. Eu nunca vi nenhuma mamãe. Por isso, é claro, que não existe mamãe nenhuma!

- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, podemos ouvi-la cantando; ou sentimos como ela afaga nosso mundo… Saiba: eu penso que só depois de nascidos nossa vida será mais “real”, pois ela tomará nova dimensão. Porque aqui, aonde estamos agora, apenas estamos nos preparando para essa outra vida…

(Autor desconhecido)

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em June 22nd, 2012. 1 Comment.

Água viva.

Estima-se que  80 % do nosso corpo seja água . Além do cérebro, ossos e alguns órgãos, somos balões de água caminhando!
Pare de beber água e veja o que acontece…. Pensamentos coerentes desaparecem, a pele e orgãos vitais enrugam.
Os olhos precisam de fluido para chorar. A boca precisa de umidade para engolir e suas articulações precisam de  fluido para ficarem lubrificadas. Nosso corpo precisa de água da mesma forma que os pneus precisam de ar!
Deus nos fez com sede, que é um “indicador de baixo fluido.” Deixe o seu nível de fluido baixar , e logo verá os sinais aparecerem: boca seca,dor de cabeça.e joelhos fracos. Prive seu corpo de líquido e seu corpo vai reclamar.  Prive sua alma da água espiritual, e sua alma também vai reclamar.
Corações desidratados enviam mensagens desesperadas que são:temperamento explosivo, ondas de preocupação, ansiedade…

 Jesus disse: “Se alguém tem sede venha a mim e beba. Aquele que crê em mim, do seu interior correrão rios de água viva! João 4:14 ”

Max Lucado

Share
Postado por Agnes nas categorias reflexao em June 9th, 2012. No Comments.